DISCOGRAFIA

17. CUMPLICIDADE

(Letra de Jorge Fernando e Música de Fado Alberto)

 

Quando chamo por ti mais ninguém ouve
A mais ninguém é dado me entender
És o amor em mim que se dissolve
Na água da minha alma a envelhecer

 

Sei que o meu pensamento tem uma voz
Que dentro do teu ser se faz ouvir
Assim quando te penso somos nós
Na cumplicidade amante de existir

 

Então d’olhos fechados num momento
Desfaço esta lonjura entre nós
Por ti mil vezes chamo em pensamento
Em ti mil vezes ouves minha voz


[x]