DISCOGRAFIA

02. DESCULPA (SERIA QUASE VOZ)

(Letra de Jorge Fernando e Música de José Pereira)

 

Desculpa de não ser como tu queres
De ser o lado errado entre nós
Aperta-me em teus braços de mulher
Disseste-o num soluço quase voz
Desculpa não ser mais p´ra te oferecer
No tudo que te dou e que é tão pouco
Repousa-me em teus braços de mulher
Disseste tu num tom velado e rouco
Desculpa a pequenez que me apequena
Aos teus olhos adultos penetrantes
Acolhe com piedade a alma enferma
Disseste à flor d´uns lábios delirantes
Desculpa por te olhar aquém do pranto
Que dos meus olhos corre ao estarmos sós
Desculpa por ainda te amar tanto
Disseste-o num soluço quase voz


[x]