DISCOGRAFIA

09. FADO VESTIDO DE FADO

(Letra de Fernando Maurício e Mário Raínho e Música Fado Tradicional)

 

Se fado é miséria e dor
Se é ciúme, se é pecado,
Que serás tu, meu amor,
Todo vestido de fado

 

Talvez sejas o quebranto
Meu pranto, em horas tardias,
Rosário de avé-marias
Que rezo quanto te canto

 

Pois fico neste entretanto,
Dum acorde desenhado,
Porque te chamo num fado,
Te canto com tal fervor,
Se fado é tristeza e dor
Se é ciúme se é pecado

 

Os meus sentidos dispersos,
Não me conseguem dizer
Razões da minh’alma ser
Refúgio de tantos versos

 

Mistério dos universos
Pra onde foi atirado
Este desejo, rogado
Na minha voz em clamor,
Que serás tu, meu amor,
Todo vestido de fado


[x]